Tonterías

|
Esse não é um blog só voltado para maternidade, é para falar também sobre comportamento, filmes, moda, decoração, beleza, mas como falar sobre isso quando estou:
  • com as meninas 24 horas por dia em casa,
  • comprando os uniformes,
  • pesquisando mochilas de rodinhas,
  • em estado de choque com os preços das tais mochilas,
  • como vou pagar IPVA, IPTU...

Temos que dançar conforme a música, por isso o foco do blog está meio estacionado e essa história de dançar me fez lembrar o meu casamento... Mini flashback: vai fazer 11 anos que me casei e naquela época a moda do funk ganhou o Brasil e fui bem clara com a banda – não toquem funk nos intervalos da banda, porque eu e o marido gostamos de rock, dos mais clássicos ao trash, então sem funk, sem pagode, por favor.

Advinha? Tocou é claro!

Eu e meu marido quase enfartamos. Nossos olhos quase pularam fora da órbita e saíram andando em cima da tal motinha, as popozuda perde a linha...

Fomos falar com o responsável pelo som e para nossa surpresa algum dos nossos convidados resolveu nos brindar com esse ritmo ragatanga e para surpresa maior, o povo todo estava dançando! Como mandar parar?

Eu ia fazer a Cicarelli e perguntar quem era a pirigueti??? Não... Dancei conforme a música e hoje tenho o desprazer de ver uma foto minha dançando só um tapinha não dói... E não doeu, todo mundo dançou, depois o ritmo mudou e talvez só eu e meus arqui-inimigos (será que tenho?) é que devem se lembrar disso.

É preciso ser flexível, saber esperar, dançar conforme a música, porque tudo passa... é fácil agir assim? Claro que não!

E já que esse post está sem pé nem cabeça e para não dizer que não falei de flores, vamos concluir com uma coisa bem doida? Vou deixar registrado meu “What?” da noite... Olha o que eu vi e li nessa Cosmopolitan da Espanha:

Até peguei o meu dicionário de espanhol, pois duvidei dos meus conhecimentos... Não acreditei que ele disse isso. Eles são o casal de True Blood, já falei sobre a série.

Em tradução livre seria algo como: Eu tenho que segurar/firmar muitos peitos. Eu começo a morder de vez em quando, quando minha esposa (Anna Paquin) está ali e me autoriza.

Dgizuis! Tudo bem que a sessão é confissão secreta... mas... choquei! Ahh é... eu já sou maior de 18 e posso ler isso!

 


I wanna do bad things with you. Eles vivem mesmo o True Blood na vida real, rs. E ai? Choquei com esse post maluco ou vocês já esperavam isso de mim? 



4 comentários:

  1. hahaha.... realmente vc foi de um extremo ao outro com esse post, mas ficou divertido! E choquei com a declaração do cidadão aí... tipo assim, tem coisas que ele pode guardar só pra ele né... bjo
    Ich, hausfrau
    www.ich-hausfrau.com.br

    ResponderExcluir
  2. Querida, seus post ficou divertido, rsrs. Ah falando sobre mochilas conhece a mochila da kipling (a Ingrid está me pedindo) fui ver o preço quase desmaiei... Custa 350 reais!!! Estou em choque, rs. E a declaração do cidadão aí, podia ter guardado só para ele,kkkk.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. E não é? Tem coisas que não se revela tãoooo claramente, rs.

    ResponderExcluir
  4. vc fez uma mistureba, mas sobreviveu...........bj

    ResponderExcluir

Comentários serão respondidos em seu site ou e-mail.
Propagandas de blogs e sorteios serão excluídos.

Obrigada pela visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Layout por Xiricutico.blogspot.com para uso exclusivo de Rafaela. Proibida a cópia!
Tecnologia Blogger