Do elevador até a louca da caverna

|


Esta semana estava no elevador quando alguns andares abaixo, a porta abre, era minha vizinha com seu lindo filho loirinho, ela pede: vamos fulaninho entra e ele fica paralisado me olhando. Ela cheia de sacolas, com o pé empurra o menino para dentro do elevador.

Dou risada da cena, afinal que mãe sem as mãos nunca precisou usar outras partes do corpo para resolver pequenos problemas do dia-a-dia?

Minha vizinha olha pra mim com aquele olhar “você não vai me julgar por chutar meu filho para dentro do elevador, vai?” dou um sorriso cúmplice de quem já viveu e vive isso. Ela estava exaurida e cansada, apesar de estar com uma base bem passada e perfume em dia.


Logo ela começa a falar: É incrível como nunca consigo sair no horário, quando eu penso em sair sempre tem alguma coisa faltando...

Ela continua contando que deu quinze dias de folga para a empregada e não conseguiu ninguém para ajudá-la.

O menino puxa a calça da mãe, mas ela nem liga, ela precisa desabafar e continua contando que teve de limpar a casa de madrugada, porque é o horário em que o filho está dormindo.

Eu apenas continuo sorrindo e digo coisas do tipo, sim, é verdade, nossa!

O menino continua puxando a calça da mãe e agora repete com sua voz mais fofinha: mãe, mãe, mãe, mãe, mãe, mãe... Minha vizinha como toda mãe cansada finge que não está ouvindo nada, mostra as unhas todas descascadas:

“Olha minhas unhas! Já estou atrasada! Nem em um simples compromisso no salão eu consigo chegar”.

Nesse momento o doce loirinho aproveitando a breve pausa na fala da mãe diz:

Quero fazer cocô!

Minha vizinha fica petrificada, foi o golpe final, ela respira fundo como se acabasse de levar um golpe de espada no meio da barriga e só consegue dizer: Sério filho?

O garotinho repete: Quero fazer cocô.

Ela olha pra mim com um ar de derrota e ainda não acreditando, pergunta novamente: Filho a mamãe está atrasada, você tem certeza que quer fazer cocô? Se chegarmos em casa e esse cocô não sair, a mamãe vai ficar muito brava!

Eu saio do elevador e eles voltam para casa, imagino que depois que a porta se fechou ela sentou no chão e começou a chorar.

Se não chorou naquela hora, ela provavelmente chorará quando ele chegar no banheiro e soltar só um pum!

Eu já passei por isso.

Isso me faz pensar que esses problemas com filhos e horários deve ser algum tipo de maldição que atinge todas as mães e foi passada, por uma mãe louca e vingativa, lá na época das cavernas... até imagino a cena:

Ela passou o dia todo correndo atrás de seus filhos pela savana, salvando-os de animais selvagens, tentando reuni-los todos em um só lugar, mas sempre faltava um... e quando seu companheiro chega com a caça na caverna, ele pergunta:

Uga, Uga, Ugaaaaaa! (tradução: você não fez a fogueira? O que você fez o dia inteiro?).

Sim, foi nessa hora que ela lançou a maldição, ou melhor, foi logo depois de acertar a cabeça do seu companheiro com um pedaço de pau e se arrepender, afinal agora não teria ninguém para chutar as crianças para dentro da caverna, enquanto ela faz o jantar.

E se você ainda não passou por situações como essa, com certeza irá passar por coisas bem parecidas, pode apostar que sim!

Não que isso seja uma maldição... minha... é dela, da louca da caverna, ahahahahah.


Até semana que vem!




42 comentários:

  1. Pensava que era só comigo que isso acontecia, a louca aqui! Risos... Horários e Lorena, definitivamente não combina. Até pra ir em uma festinha infantil, me atraso nem que seja uns vinte minutinhos, se marco no salão, me atraso uns dez minutinhos e assim vai.
    Se tem uma coisinha que me causa uma invejinha branca é mães que consegue tudo no horário, porque aqui em casa, está longe disso.

    Acho que achei uma solução pra justificar meus atrasos... a "louca" da caverna. ;)

    Abraço carinhoso.
    Uma linda e abençoada semana...
    Lorena Viana

    ResponderExcluir
  2. Hahahaha! Ainda não tenho filhos, mas penso que isso é normal de criança. Por mais que a vida adulta seja agitada e a gente pense que criança não tem com que se preocupar, na verdade, nossa própria agitação as deixa ansiosas; daí, as dores de barriga e calundus fora de hora. Eu era assim. Bastava sair de casa pra ficar com cólicas gastrointestinais, direto meus pais tinham que voltar pra casa do meio do caminho, minha mãe pirava. rsrs... Acho que é bom a gente (me incluindo pra quando for mãe) acostumar a marcar os compromissos em nossas agendas com 1h30 de antecedência, assim, mesmo com atrasos, chegaremos na hora, ou quase isso. rsrs...

    Muito obrigada pelo seu comentário sobre minha entrevista no Jornalismo na Alma. ;)

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderExcluir
  3. Que comédia... Rindo muito aqui...
    Amei esse post!
    Boa terça-feira!
    Fica com Deus!
    Beijo!

    http://nannacunha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. hahahahaha, muito bom.
    Minha filha esta com 14 anos, não lembro dessas situações, mas com certeza já passei por isso.
    Beijos

    ResponderExcluir

  5. Very pretty and classy, love the look :)
    I follow you now!
    Follow me back on facebook ,twitter,and GFC
    love you dear :)

    Marcchanelette.blogspot.com
    Marcbelle Chanelene

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho dois e sei bem o que isso é... Mas depois de passar o momento dá para rir, já ri de muitas que aconteceram comigo.
    Beijinhos grandes.

    ResponderExcluir
  7. porque não mandou ele fazer coco na casa do pedrinho?? hahahahha

    aiii morro de medo de ter filhos... ainda não to pronta nem pra dividir o danoninho, quicá ter paciência!

    bjo bjo
    Coisas de Gi

    ResponderExcluir
  8. faltou um cedilha ai hahahahahaha.. quiçá*

    ResponderExcluir
  9. acho que já devo ter atrasado demais minha mãe também rss ri muito com o texto ;)



    Passando para desejar um ótimo dia!
    Liz<3
    The Red Lil' Shoes Blog

    ResponderExcluir
  10. Acho que toda mãe é meio polvo!! Consegue dar conta da cria de qq jeito!!! E que maldita essa maldição vinda das cavernas, hein?! Estamos todas a padecer por causa dela!! Hahahahahahahahahaha

    ResponderExcluir
  11. Não tenho filhos mais achei muito engraçada a história!

    Beijos

    www.jessicarcoelho.com

    ResponderExcluir
  12. Muito bom o texto. É que na verdade, a única pessoa que queria cachorro lá em casa era eu, meus pais e meu irmão mais velho não queriam. Meu sonho era ter um cachorro. Mas agora todo mundo lá em casa é super apegado a ele, mas eu sempre fui.

    ResponderExcluir
  13. Não sou mãe ainda, mas já imagino que isso vai acontecer comigo rs. Haja paciência ;D

    Ótima terça, Beijos Marina!

    www.pararderoerunhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. HAhahaha é ser mãe não é brincadeira mesmo, também não tenho filhos mas imagino como deve ser a loucura kkk
    beijão

    ResponderExcluir
  15. Ai, aí, morri de rir aqui, toda mãe já passou por isso e passará por muito mais ainda... rsrsrrs... bjoks

    ResponderExcluir
  16. kkkkkkkkkkkkkk to rindo muito.. isso acontece muito e sempre vai acontecer.. minha filhota ainda vai nascer mas já passei muito disso tudo com minhas sobrinhas...

    Bjos

    www.terapiafeminina.com

    ResponderExcluir
  17. Hahahaha...essa maldição atinge todas as mães, com certeza! Ri muito!

    ResponderExcluir
  18. huahuahuahua muito boa a história, que dó da mãe do elevador, eu ja sou corrida sem filhos, imagino quando tiver o meu... mas tenho vontade uhahuauh
    bejuss

    ResponderExcluir
  19. kkkkk! Boa =)
    Elevador é dono de contar histórias né!
    E ainda não sou mãe, mas sou tia, e já passei por cada uma com os meus sobrinhos! (E olha que são 8 e todos super apegados a mim ;p)
    Bjoos

    http://www.annemartins.com.br/

    ResponderExcluir
  20. KKKK!!! Fico pensando como va ser quando eu tiver filho, se agora sem eu mal tenho tempo pra mim!!!

    Beijinhos, beijinhos!
    Tamiris Bockmann

    ResponderExcluir
  21. E no salão não tinh banheiro?? kkkk adorei a historinha :D

    ResponderExcluir
  22. rsrs. Sou mãe de duas, e raramente consigo chegar no horario, essas vontades de ir ao banheiro, são clássicas, impressionante. Mas são essas histórias que eu fico feliz por não estar sozinha, hehe. 'Gostei da historia da maldição.

    ResponderExcluir
  23. Vilma querida, finalmente desvendada a maldição que assola as mães...kkkk. ADOREI saber que existe uma explicação "lógica" para a incompatibilidade entre filhos e horários.

    Beijinhos e até a próxima!!
    Fabiana Thomé

    ResponderExcluir
  24. kkkkkkk' Vilma é demais com suas histórias #adoro
    Excelente terça!
    Beijinhos ;*

    http://www.bycarolinaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Muito boa!!! Adorando suas histórias para descontrair mesmo. Beijo, beauty-habits.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Adorei a historia! Muito booooa! (:

    xx

    http://www.batomdecereja.com

    ResponderExcluir
  27. Adorei, fiquei lembrando de mim quando as pessoas resolvem 'desabafar'.
    Agora eu sei que as mães sofrem da maldição da louca da caverna!!

    Beijos;
    Ticia - ObsessionValley

    ResponderExcluir
  28. Ahhhhhhhh sempre gosto das suas histórias ! São super gostosas de ler , adorei essa haha . Um beijo !

    http://deliriosdeumcloset.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  29. Adoro suas histórias, haha ♥.♥

    http://www.leferblog.com

    ResponderExcluir
  30. Hahaha, gostei do texto!
    Tomara que essa maldição não me pegue! Fiquei com pena da sua vizinha...
    Beijos.

    famaandmoda.com

    ResponderExcluir
  31. HAHAHAHAHAHAHAHAHA meu Deusssssss !!!!

    ri muiiiito !!!!

    http://quero-ser-ryca.blogspot.com.br

    e obrigada pelo comentário lá no blog .. adorei Rafa!

    bjão tenha um lindo dia ;*

    ResponderExcluir
  32. Oi Vilma,

    essa maldição também atingiu as mães de cachorros, porque os meus seis lindinhos cismam de ficar querendo brincar com a comida bem na hora que
    estou atrasada para a ginástica.

    Bejim.

    ResponderExcluir
  33. rsrsrs, muito legal, nossa já passei por cada coisa com os meus filhos também, beijinhos !!

    http://www.descontraidas.com

    ResponderExcluir
  34. Vilma seus textos são ótimos rs.
    Coitada da mãe, criança dá um trabalho que quando a gente pensa que não dá pra ficar pior... fica!
    kisses

    ResponderExcluir
  35. Gente como eu me divirto lendo suas crônicas haha, pq vc escreve de uma maneira que cativa agente a ler tudo até o final, adorooo :D
    Ai meu Deus fiquei me imaginando qndo eu tiver meus três filhos hahaha, vou surtar certeza kkkkk.
    Beijos

    lolaporlola.blogspot.com

    Instagram: stephanieparizi

    ResponderExcluir
  36. Adoro os textos da Vilma! hahaha
    Você é ótima, parabéns :)

    Beijos

    Jéssica
    Fashion Jacket

    ResponderExcluir
  37. uhauhahuahu Ameeei!
    Como tia de um menino de 4 anos MUITO danado, vejo diariamente a luta/paciência. Só com MUITO amor mesmo viu! kkk
    Beijos!!

    http://blogfashion4fun.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  38. Puxa eu já sou atrasada agora, imagina quando eu tiver um filho O.o
    hahaha adorei o tesxto!
    beijos,
    Vivi
    http://maniadeguria.com.br

    ResponderExcluir
  39. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk fico imaginando essas cenas...

    ResponderExcluir

Comentários serão respondidos em seu site ou e-mail.
Propagandas de blogs e sorteios serão excluídos.

Obrigada pela visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Layout por Xiricutico.blogspot.com para uso exclusivo de Rafaela. Proibida a cópia!
Tecnologia Blogger