Gramado - Parte 5

|
Esse é o penúltimo post sobre Gramado, juro que estamos chegando ao fim e ainda te garanto que haverá muitos passeios para apreciar e que não estão listados nesse guia de viagem. Lembram que eu disse que 5 dias são poucos?

Hoje as dicas são duas atrações de natal e duas que você encontra o ano inteiro.

Aldeia do Papai Noel: Em sete anos a aldeia mudou bastante e para melhor! As meninas adoraram, principalmente encontrar o Papai Noel em sua casa para agradecer os presentes e já pedir os próximos - espertinhas. A aldeia fica no parque Knorr próximo ao centro de Gramado e agora é possível ver de pertinho as renas do Papai Noel que vieram da Europa para o parque. No parque também é possível apreciar o Vale do Quilombo.

Vila de Natal: Junto ao Lago Joaquina Rita Bier fica essa vila com visitação gratuita e conta com expositores, parquinho para as crianças, apresentações e cineminha 3D. Nesse dia perdemos o teatro de bonecos, mas assistimos ao cineminha - 15 min e as meninas brincaram no carrocel e outros brinquedos do parque.

Mini Mundo: Esse foi um dos passeios que as meninas mais gostaram, principalmente a Isadora - lembram do amor dela pelas Pollys? Ela foi a loucura com cada miniatura. Maitê também curtiu muito e ficou apaixonada pelo boneco de ursa do parque, além do pequeno parquinho que conta com escorregador, casinhas, dentre outras atividades.

As miniaturas são reproduções de obras arquitetônicas reais, exibidas em cenários que formam uma pequena cidade em movimento. Brinquedos fabricados de forma artesanal, seguindo com fidelidade os projetos correspondentes, tudo 24 vezes menor que o original. Essa história começou com o projeto do avô para os seus netos e hoje é a quarta geração que mantém esse sonho vivo e que está em constante atualização e crescimento.

Lago Negro: Após um incêndio na mata da região, em 1953 foram plantadas nas margens do lago árvores importadas da Floresta Negra da Alemanha, daí o seu nome, Lago Negro. A grande atração aqui é o passeio de pedalinho. Enquanto eu e marido queríamos andar nas novas caravelas, as meninas optaram pelo clássico cisne - sofremos - e elas ganharam, passeamos por 30 minutos no lago com a Isa ajudando o papai pedalar.

Espero que se animem a visitar Gramado! Aqui a parte 1, parte 2, parte 3 e parte 4 desse pequeno guia de viagem.

Como eu me tornei uma dona de casa

|
Fui demitida do meu emprego.

Mas só isso não era motivo para eu me tornar uma dona de casa, muitos fatores contribuíram para que isso acontecesse. É claro que a demissão foi o primeiro grande passo, e durante essa transformação culpei a todos e a mim por tudo ter chego a esse primeiro passo.

O que antigamente usava para descrever outras mães, agora era a minha realidade! Como eu cheguei a esse ponto?

Tudo começou a perder o rumo quando engravidei pela segunda vez, procurei dar um intervalo de 4 anos entre as gestações para não prejudicar a minha carreira, mas não funcionou.

Não conseguia chegar no horário e por isso sugeri a minha redução de oito para seis horas. Para mim funcionou bem, mesmo eu abrindo mão de momentos em que precisava  estar com minhas filhas, como em caso de doenças, para o meu chefe não funcionou.

Talvez em uma empresa maior onde um funcionário não fizesse tanta falta, tivesse funcionado, talvez...

Depois de oito meses decidimos que eu não voltaria a trabalhar, por tempo indeterminado.

Me aceitar como dona de casa não foi fácil, sempre achei que não estava em pé de igualdade com meu marido e não estava contribuindo com a família. Principalmente quando alguém perguntava por que eu não fazia bolinhos para vender!

Eu me sentia obrigada a defender a minha decisão de não trabalhar para os amigos, parentes, o mundo! Não foi fácil. Até porque eu não estava convencida de que eu tinha tomado a decisão certa. Fazia meu marido repetir todas as noites, como ele estava feliz por eu não trabalhar.

Me pergunto a que ponto chegamos, onde é preciso justificar a decisão de cuidar dos filhos! Alguém tem de fazê-lo, porque não eu? Seria eu qualificada demais para o cargo?

Talvez porque as pessoas imaginem que ser dona de casa e cuidar dos filhos é fácil – fácil - tinha vontade de bater com a cabeça na parede quando alguém dizia isso... Diga, quem quer se dedicar a uma função que não dá retorno financeiro ou status social e não é valorizada?

Sim, porque eu seria avaliada pelo número de louças lavadas? Qualidade da limpeza da casa? O boletim das crianças? Sim... isso será um tipo de avaliação também, rs. Mas não a que eu estava acostumada, não haveria bonificação e provavelmente não seria chamada de mãe sênior e depois pleno, muito menos teria aumento salarial por isso.

Que sorte é essa? Que vida fácil é essa?

Ser mãe em tempo integral não é fácil, deixar de ser reconhecida como a fulana que trabalha em tal empresa, ganha x salário, tem o carro y, para agora ser uma dona de casa? É isso?

Sim é isso. Descobri que a única opinião que importa é a minha, já que sou eu quem terá de conviver com a decisão de ser dona de casa, obviamente com o aval do marido, já que o casamento é uma parceria.

Hoje não me sinto inferior ao meu marido por não trabalhar fora, por que:
  • Decidimos juntos ter filhos, alguém precisa cuidar deles e se no momento o meu salário não é uma vantagem, eu assumo essa responsabilidade para mim.
  • Eu faço a diferença na felicidade da minha família e na educação das minhas filhas.
  • Posso dizer que em grande parte sou responsável pelo sucesso profissional do meu marido, afinal se ele pode dedicar-se inteiramente a sua carreira é porque pode contar comigo.

Como disse Maria Mariana em uma entrevista: "Não consigo ver trabalho mais importante do que colocar na sociedade, daqui a 20 anos, pessoas equilibradas emocionalmente, capazes de administrar as próprias emoções, de caráter firme".

Por fim, de uma hora para outra deixei minhas antigas referências para trás e agora sou só eu e minhas filhas em casa, como muitas outras mulheres, cuido da casa, lavo a roupa, faço a comida, ajudo na lição de casa... sou só mais uma, nem a melhor, nem a pior, sou mais uma mãe dona de casa.

História da moda

|

Nesses próximos posts, o tema será sobre uma das coisas que eu gosto muito - moda! 

Estou muito feliz de escrever sobre esse tema.


Imagem Wikipédia

Antigamente quando víamos as fotos de nossos pais com calças estilo boca de sino, o riso corria solto, hoje a nova geração que vê essas fotos, não estranha mais e até procura algo vintage no guarda-roupa dos pais e avós. Isso porque nos últimos anos a moda tem revisitado vários estilos de outras décadas.

Para entender melhor o que cada uma representa, preparei um guia de moda no melhor estilo: década por década para facilitar o entendimento do que está sendo revisitado a cada estação.

2012 por exemplo é a volta do look sessentinha. Mas o que é um look sessentinha? Que tipo de roupa é essa? É possível fazer confusão entre as décadas até porque a moda não segue o calendário de 10 em 10 anos e às vezes a moda se funde entre uma década e outra, porém há um consenso do que representa cada uma, mesmo que ela tenha acontecido a partir da sua metade.

Sabendo o que representa cada década fica mais fácil compreender e fazer a leitura da moda atual. A propósito, dando um pequeno gostinho do que está por vir, a década de sessenta tem como peças-chave os vestidos tubinhos, saias tulipa, calça cigarrete, entre outras.



Concluindo, a moda desse ano parte da evolução do estilo da estação passada saindo das pin-ups e silhueta de vespa de Dior dos anos 50, atualizando o calendário para a metade da década de 60, com Twiggy e Brigitte Bardot como representantes.

Podemos esperar nesse ano, a mistura de peças de várias estações com forte influência da década de sessenta, ou seja, vestidos tubinhos, coque banana e muito delineador!


Coleção Chanel 2012

Próximo post sobre esse assunto será a moda da década de 20. Aguarde.

Top Filmes para assistir com seu namorado

|
Quer ganhar pontos com ele na hora de assistir um filme e ainda de quebra sair no lucro? Então dê uma olhada nessa lista ou apenas nos atores para escolher o que animará a sua tarde/noite de domingo com seu querido. Aposto que depois desse esforcinho você conseguirá um crédito para assistir a um filme bem mulherzinha.

Vamos aos indicados?

Ilha do Medo com Leonardo Dicaprio – diferente de Titanic, aqui o enfoque é um suspense psicológico do tipo que os homens gostam. Inclua aqui de brinde o fofo do Mark Ruffalo.


Thor com Chris Hemsworthesse é para agradar os fãs de quadrinhos. Se você não conhece e não curte quadrinhos, pode ser que não entenda muito bem a história, mas só pelo protagonista vale a pena fazer esse esforço ao lado do queridão.


X-Men Origens: Wolverine com Hugh Jackman- esse é mais um filme que veio diretamente dos quadrinhos para as telas, porém ele tem uma historinha, com um pouquinho de mimimi, ou melhor, romance para a mulherada. Aqui também temos de bônus, Ryan Reynolds o queridinho das meninas nos filmes de comédia romântica.


Capitão América com Chris Evans – juro que esse é o último dos quadrinhos que vou sugerir, porém não poderia deixar de fora mais esse filme pois além de ação para os meninos, ainda tem uma boa história para as meninas, com romance e tudo mais.


Gladiador com Russel Crowel – esse filme é das antigas, mas vale a pena ver de novo, afinal além de muita luta para eles, ainda há a história de um marido apaixonado e totalmente devotado a esposa que morreu – ó que fofo.


Matrix com Keanu Reeves – já que comecei  a desenterrar os filmes, não poderia deixar esse de fora. A história pode parecer complexa, mas Keanu sempre vale a pena. Se quiser o mesmo ator, mas implicar com o filme, tente Velocidade Máxima ou Advogado do Diabo, nesses filmes ele também está em sua melhor forma.


Velozes e Furiosos com Vin Diesel e Paul Walker – esse é um filme com pouco mimimi e muita ação, caso não goste de carros e velocidade, talvez um dos bonitões te faça aguentar firme, se não assistindo, quem sabe só apreciando.


300 com Gerard Butler e Rodrigo Santoro – tudo bem que o Rodrigo está travestido e nada atraente, mas garanto que o Gerard e seus 300 homens com a barriga mais sarada da história farão você aguentar firme e forte o final do filme sem dormir.


Missão Impossível 3 com Tom Cruise – recomendo esse porque ainda não assisti o que está nos cinemas, mas Tom Cruise é sempre Tom Cruise, precisa de mais para convencê-la a assistir? Talvez um romance? Sim? Então, esse filme também tem!


Doze Macacos com Brad Pitt e Bruce Willis – filme de ficção cientifica mas o que importa aqui são os dois atores principais, quem precisa saber da história com Brad e Bruce? Hã?


Caso nenhum deles tenha te agradado, o que eu acho difícil, digite no google o seu ator favorito e veja se ele não fez algum filme de guerra, ação, policial, suspense e aventura... Essa é a minha tática. Teve um ano que eu e marido assistimos quase todos os filmes que o Gerard Buttler fez, kkk.

Agora que você já escolheu o ator do seu filme de macho, você tem um bônus para usar e por isso vou selecionar alguns filmes bem femininos e com muito mimimi para ele assistir ao seu lado sem reclamar. Até a próxima!

Quem manda no seu nariz?

|
Como já diz o ditado, "quem manda no meu nariz, sou eu" dito isso muitas celebridades donas de seus narizes mudaram os seus! Algumas mudaram para melhor, outras não mudaram muita coisa e outras negam. Vamos dar uma olhada?

Vou começar com as pequenas correções, aquelas que mantiveram o formato e apenas deixaram o nariz um pouco mais delicado. São elas:

It's Britney Bitch! E Scarlett Johansson.


Tyra Banks e Halle Berry, mudaram um pouco o formato, mas mantiveram a etnia do nariz, não se transformando em versões femininas do Michael Jackson.



E o Zac Efron? Poderia ter ficado com o nariz intacto. Homem, na minha opinião, tem que ter nariz, não precisa ser delicado. Mas não ficou feio.


E as irmãs Natalie Portman e Keira Knightley? Não, elas não são irmãs, mas pelo visto foram no mesmo cirurgião. Na minha opinião o nariz ficou muito pequeno em ambas, mesmo assim no conjunto da obra são lindas!



Angelina Jolie e Demi Moore apenas melhoraram o que já estava bom. Precisava atingir praticamente a perfeição? Sambam na nossa cara.



E a grande discussão e controvérsia é a linda Gisele, que afirma de pé junto que nunca mexeu no nariz (e nos peitos também) porém algumas fotos acusam o contrário. Teria nossa Gisele mexido no nariz ou isso seria apenas intriga da oposição? Tirem suas próprias conclusões.


Famosos antes da Fama

|
Se você tivesse estudado com um desses meninos, conseguiria imaginar no que eles se tornariam não só como pessoa mas também como ficaria a sua aparência?

Alguns mudaram muito, outros não mudaram nada e por fim há aquela categoria dos vinhos... que o passar dos anos só faz bem. Confere.








E ai reconheceram todos? Espero que tenham gostado! A mulherada que se cuide, estou preparando um antes e depois da fama só para elas e garanto que elas não irão decepcionar.

Gramado Parte 4 - Maria Fumaça

|
Maria Fumaça - Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa.

Esse é um passeio que você deverá contratar uma agência, pois não é possível chegar na bilheteria e comprar, ou melhor, até é possível, mas eles vendem primeiro para as agências, então dá para comprar o que sobrar.

A primeira parada foi em Carlos Barbosa onde conhecemos a loja da fábrica da Tramontina.

Mais uma vez os preços são o de mercado, porém ao ser do grupo da agência você tem 20% de desconto no valor total da compra, o que me animou a comprar meu primeiro faqueiro, depois de quase 11 anos de casada.




Paramos também em uma casa de queijos e vinhos orgânicos ao lado da fábrica. Produtos gostosos e com degustação. Trouxemos queijos e vinho de lá.

Em Garibaldi visitamos uma cooperativa de vinho e espumante com degustação e explicação da história e processo de fabricação dos produtos.



Em Bento Gonçalves embarcamos na Maria Fumaça. Ficamos no primeiro vagão que é original (onde foram rodadas as cenas do Quatrilho), os demais são novos. O grande atrativo  está a bordo, onde são apresentados: teatro, dança e músicas.




Em Caxias do Sul terminamos o passeio na vinícola Tonet onde pudemos ver as videiras, conhecer e degustar os vinhos e espumantes além de conhecer um pouco da história de dedicação e amor que essa família tem pela vitivinicultura. Trouxemos mais vinhos e espumantes novamente!

Esse passeio com as agências dura o dia inteiro, então não deixe de reservar com antecedência.









Ps. Perdeu as dicas de passeios em Gramado? Aqui a parte 1, parte 2 e parte 3.

Pantalonas - Moda

|

Esse final de semana fui a um casamento e ao invés de usar os mesmos vestidos de sempre, optei pela pantalona. Eu gostei do resultado, achei diferente e elegante. 

Usá-la não foi minha primeira opção, até porque sempre usei com camisetinhas mais básicas, como a Grazi bem fez.



Quando em 2010, notei que as pantalonas estavam voltando, não encontrava imagens na internet para mostrar para a minha mãe e muito menos em lojas para comprar. 

Encontrei a minha na Renner no início de 2011 e alguns meses depois a revista Estilo montou uma produção com ela.


Essa é a calça pantalona da Renner








Eu gosto muito desse modelo, pois ela marca e afina a cintura e se no comprimento certo, alonga a silhueta. Separei algumas imagens, apenas, de revistas que tenho aqui em casa com a dita pantalona:










E você gosta desse modelo? Já tem a sua?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Layout por Xiricutico.blogspot.com para uso exclusivo de Rafaela. Proibida a cópia!
Tecnologia Blogger