Filme Frankenweenie

|



Deixa eu começar dizendo que esse filme provavelmente não foi pensado para crianças, mas para adultos que gostam ou já assistiram à filmes de monstros das antigas, há várias referências durante o filme.

Entretanto isso não impede que o filme seja bacana para as crianças, que naturalmente ficam envolvidas com a história do menino e seu cão.


Ainda que o filme seja todo em preto e branco, é um filme de alta tecnologia e que consegue reunir a técnica do stop motion (animação "em massinha") e o 3D.

Outro ponto a favor é o cuidado que Tim Burton teve com cada personagem, é possível notar que para cada um existiu a preocupação de criar trejeitos únicos, esquisitices próprias e um mundo individual para cada personagem.


A estranheza inicial que o filme causa por conta dos personagens esquisitos, das referências de monstros e por tratar do luto é totalmente esquecida durante o longa, ficamos muito próximos dos personagens, tudo isso por conta da maneira em que a história é conduzida, tudo é muito sutil e “fofo” – esse é um filme da Disney.



A história é bem bolada, apesar de ter um final bem simples, não há uma moral da história – o que na minha opinião é muito legal. É o final que todas crianças gostariam de ver.



Acho que o filme cumpre a sua missão de agradar adultos e crianças.
Minhas meninas gostaram,  riram, se assustaram e a Maitê chorou com o cachorrinho e todos saímos felizes do cinema.

Um bom filme para uma sessão a dois ou com as crianças.

Quer ler a sinopse, clique aqui.



Até segunda-feira, continuando nesse ritmo low profile, principalmente por que maricotas estão de férias - de férias minha amiga - socorro!

Aproveite o seu final de semana.



Revista Capricho Novembro 1995 - parte 2

|



Tive trabalho para editar esse post, primeiro por que a reportagem dos quartos das leitoras que eu queria mostrar foi de muito recorta e cola, rs.

E por fim, como eu “matei” a revista na semana passada, nessa semana fui obrigada a colocar todo o resto da revista em um único post, afinal, a próxima semana já é dezembro!!! Dezembro minha amiga.

Eu não sei você, mas eu sou louca para conhecer a casa das pessoas, ver como elas organizam as suas coisas, como é o seu quarto... e não é à toa que tenho pilhas e pilhas de revista de decoração.

Então chega de enrolação vamos conhecer o quarto das leitoras.







Agora a sessão que mais gostamos: Certo e errado. Dá uma olhada no que eu separei... sempre me divirto.






E para finalizar, algumas dicas para o verão que se aproxima, gostei de relembrar, afinal, essas dicas, passa verão, entra verão e nunca mudam. Confere.




Só mais uma coisinha... essa é interessante, alguém já viu esses óculos para maquiagem? Eu achei a ideia bacana, por que será que não pegou? Alguma ideia?



E é isso. Dei uma encurtada nessa edição, espero que tenha gostado, tanto quanto eu gosto de fazer.

Até semana que vem, com a Capricho de dezembro de 1995.








Referências: As revistas são de minha coleção, do período em que fui assinante – 1994 à 1996. Se gosta desta tag e quer ver as curiosidades das edições de janeiro de 95 até agora, clique na categoria "revistas" e divirta-se.

MUNDO POP

|


E mais uma vez vamos dar aquela circulada pelo mundo pop, pois chega o fim do ano e as novidades vêm mais rápidas do que Papai Noel. Vem comigo!




Ao ler os comentários da semana passada, eu pude notar que algumas pessoas perguntaram sobre a Katy Perry e Black Eyed Peas. Eles estão sumidos (aqui da coluna pelo menos) porque ou encontro fofocas ou coisas sem importância sobre eles, e o que me interessa mesmo é mostrar para vocês as novidades musicais desses artistas. Mas não vamos perder as esperanças, porque...


BLACK EYED PEAS VOLTA EM 2013



  
Eles andavam meio sumidos desde o último trabalho, mas agora estão de volta. De acordo com Will.i.am o grupo começa a preparar material novo ano que vem, ou seja, logo mais. 

No momento ele, Will.i.am, está a todo o vapor com o seu CD novo, o Willpower, que tem até a participação da Britney Spears (como comentei semana passada). 

O negócio é ficar de olho e ao primeiro sinal de fumaça, vamos atrás deles.



ABRAM O CAMINHO, UMA LENDA QUER PASSAR

E quem também resolveu voltar foi a Cher. Já havia anunciado a aposentadoria, fez uma extensa turnê chamada “The Farewell” (em português, A despedida). 

Mas já vimos seu rosto nas telonas em Burlesque ao lado de Christina Aguilera e agora ela lançou uma música nova que talvez fará parte de um CD de inéditas ainda sem título.




A música nova chama-se Woman’s world, pronta para as pistas. Quem estava com saudades da Cher pode ser que fique um pouco desapontado com a música nova, devido à sua sonoridade ser facilmente associada a cantoras como Rihanna , Lady Gaga ou Katy Perry. 



Todavia, quem vive de passado é museu e acho que a Cher pode sim fazer um álbum de qualidade e dar na cara de muita novinha por aí. Como sempre, agora só poderemos aguardar. 

Dá o play e se joga.




Na indústria desde 1963, Cher já nos presenteou com canções belíssimas, desde o começo com a sua parceria com Sonny Bono (que logo se tornaria seu marido), até a imortal Believe

Quem aqui nunca cantarolou “Do you believe in life after love?”.



 
Ahhh como é bom relembrar, sempre que vejo imagens de Sonny & Cher eu começo a cantar “Baby don’t go” e também a obra-prima (para mim) “I got you babe”. Volta no tempo comigo:



E não vamos nos esquecer de sua participação nas telonas. Quem aqui se lembra de “Minha mãe é uma sereia” na sessão da tarde? 

Puxa, acho que terei que procurar esse filme e reviver a infância. Winona tão novinha, e a Christina Ricci um bebê!



Até um Oscar ela já levou para casa. Quando? Em 1988 com o filme “Feitiço da Lua” (Melhor atriz), onde ela interpreta uma viúva que vai se casar com um homem mais velho, mas então ela conhece seu futuro cunhado e acaba se apaixonando por ele.



E as Bruxas de Eastwick? Com Susan Sarandon, Michelle Pfeiffer e Jack Nicholson, o filme é sobre três mulheres entediadas que se reúnem para se divertir e conversar sobre variados assuntos. 

Acabam se envolvendo com o misterioso ricaço Daryl Van Horne, que cria uma verdadeira guerra dos sexos e colocará a pacata vida dessas mulheres de cabeça para baixo.

 
Tantos filmes, tantas músicas... nossa! Já estava me esquecendo do nosso giro e ficaria aqui falando da Cher para sempre. Ela dispensa qualquer apresentação e comentários, não sou fã de carteirinha, mas para mim a Cher é uma lenda viva. 

Para encerrar esse papo sobre ela, fiquem com mais uma de minhas favoritas.




GAGA OOH, LA LA!

Como foi o show de Lady Gaga pelo Brasil? 

Não faço a menor ideia. Como não fui ao show, não me senti digno de comentar sobre ele e tampouco quis publicar aqui comentários de sites e críticas, o legal é quando temos a visão dos fãs. 


Da mesma forma como eu fiz com a Alanis (mas eu pude ir ao show e dar um relato mais fiel), eu gostaria de pedir que se algum leitor aqui do blog foi ao show da Gaga, mande um e-mail para mim contando essa experiência, então farei um apanhado dos relatos e prepararei um post especial só para ela. 


O que vocês acham? Topam me ajudar? Mandem seus relatos para roberk2005@gmail.com



Acabei me empolgando com a Cher e acho melhor pararmos por aqui. Vou ficar aguardando os seus relatos sobre a Lady Gaga. Semana que vem eu volto (prometo me controlar) com mais Mundo Pop. 

Até logo!












Referências: blackeyedpeas.com.br/ en.wikipedia.org/ papelpop.com.br  Imagens: frockofages.blogspot.com/ docedezoito.com/ aceshowbiz.com/ cherworld.com/ cher.yuku.com/ infancia8090.blogspot.com/ garotoenxaqueca2010.blogspot.com/ pit935.blogspot.com/ radiochic.com.br/ diannusdonemi.com.br

A força da imaginação

|


Essa história é velha. É uma pequena ilustração de como funciona a minha imaginação.

Um belo dia estava voltando para casa com um fulaninho, sentados lado a lado no ônibus, quando de repente no meio da conversa olho para o lado e tem outro ônibus emparelhado com o nosso e quem esta lá dentro?


Acertou se pensou no meu pai. Sim ele estava sério olhando para dentro do ônibus. Seu olhar era mortal.

Meu Deows, Meu Deows... é meu pai, é meu pai! Empurrei o garoto (um amigo, sabe como?) longe e ele sem entender nada pergunta: O que foi?

É meu pai, é meu pai!

Levanto e corro para a frente do ônibus, pois o dele começou a nos ultrapassar. Bato no vidro e grito: pai, pai, paiiiiiiii. Sou eu sua filha. Digo isso para que ele não se esqueça que apesar de tudo sou a filha dele!

Meus olhos estão trincados, estou suando e levemente descabelada... e meu pai me ignorando, olhando para o infinito e além.

O ônibus dele fica para trás para pegar um passageiro e o meu continua andando. Agora corro para o final do ônibus e grito novamente: pai, paiiiiii. Em vão, o meu ônibus segue viagem. Resolvo olhar para a cara do garoto, que está paralisado, em choque, com toda a minha encenação.

Fico revoltada com a presença dele. O que ele está fazendo ali parado e tremendo? Porque está me olhando com cara de susto? Covarde. Desce já desse ônibus. E foi o que eu fiz, na próxima parada, coloquei ele para fora do ônibus, sem me importar em como ele voltaria para a casa.

Nesse momento o ônibus do meu pai nos alcança e lá está ele como uma ameaça em um filme de terror, sempre ali, com a mesma cara, uma hora ele vai te alcançar e acabar com a sua vida. Tô frita.

Continuo gritando, querendo melhorar aquela cara “de nada” do meu pai, o motorista me ajuda a emparelhar os dois ônibus, as pessoas dão espaço para eu correr e bater no vidro... tudo em vão, meu pai finge que não me vê.

Meu pai desce do ônibus dele e o meu só tem parada depois de uns duzentos metros mais para frente, desço do ônibus desesperada e corro para casa, já imaginando que meu pai estará com a cinta me esperando em frente ao portão.

Quando viro a esquina, nada do meu pai. A rua esta vazia. Agora penso que ele deve ter trocado as fechaduras, feito um novo testamento e minhas malas estarão na rua, vou ser expulsa de casa e minha mãe estará chorando sem poder fazer nada... Que triste fim.

Chego em frente ao portão e consigo entrar, não tem mala nenhuma, agora imagino meu pai sentando em uma cadeira de balanço (que não temos) com uma espingarda na mão (que também não temos), pronto para me fazer dançar atirando nos meus pés.

Abro a porta de casa, pronta para implorar por perdão, mas só encontro minha mãe na cozinha lavando a louça calmamente. Que estranho! Pergunto a ela se meu pai não falou nada e minha mãe diz que não, que ele chegou calmo e sem nenhuma história.

Arregalo meu olho e começo a contar a história para ela, corro de um lado para outro na cozinha encenando todos os momentos de tensão que vivi e minha mãe cai na gargalhada. Fico brava, como assim ela está rindo? Qual é a graça?!

E ela pergunta: Você e o fulaninho estavam se agarrando dentro do ônibus?

- Não. Estávamos apenas sentados conversando.

- Então porque você acha que seu pai acharia que ele é seu namorado? Poderia ser um amigo ou até um desconhecido, não podia?


E então voltei ao mundo real, é mesmo, como meu pai poderia saber? Mas eu sabia!

A minha sorte foi que apesar de todo o escândalo, de fazer o motorista do ônibus entrar em uma caçada pelo outro ônibus e ter feito as pessoas saírem de seus lugares para me ajudar, pelo menos o meu pai, não viu nada disso.

Nesse dia aprendi uma importante lição: jamais conseguirei fazer algo errado sem me entregar.

E você já se entregou sem necessidade? Ou é praticamente uma agente dupla, russa, que esconde seus maiores segredos até de sua sombra? Contaí.



Bandas e artistas - marcaram os anos 80

|

Bandas e artistas que marcaram os anos 80

Durante essa década surgiram muitas bandas e artistas, cujo o som não podiam ser classificados, ou enquadrados nos estilos vigentes na época, então mais do que falar de estilos, hoje apenas vamos relembrar mais alguns nomes da música, que ficaram fora do post da semana passada.



A banda Irlandesa formada no final da década de 70, com certeza marcou a década de 80 com alguns dos melhores álbuns lançados no período. Se Bono Vox representa a cara e a voz politizada do U2, The Edge é o responsável pela nova leitura do rock feita pela banda.

Estou me controlando para não fazer um post inteiro sobre essa que é uma das minhas bandas favoritas e a que, na minha opinião, produziu as mais lindas baladas românticas e hinos de várias gerações. Mas vou me controlar.

O grupo pode ser considerado como o único que sobreviveu aos 80 e continua até hoje na ativa e arrastando multidões.

Difícil escolher uma única música, mas vou escolher uma dessa década.






Mais uma banda que é a cara dessa década, a banda surgiu na Inglaterra e pode ser considerada como o mais importante grupo alternativo.

A vida da banda não foi tão duradoura quanto o U2, todavia se consagrou como uma das bandas mais influentes da década de 80.

Essa é uma das músicas mais marcantes, apesar de não ser o primeiro sucesso. Se quiser relembrar aperta o play.






A banda tem seu primeiro álbum considerado o grande clássico do grupo, mas atingiu o sucesso com o disco de 1984 que trazia entre os sucessos Back on the Chain Gang.

Amo, amo essa música, quem não lembra aperta o play e sai cantandoooo.






Essa banda escocesa teve seu início na cena pós-punk mas teve seu estilo redirecionado após o sucesso internacional da música Don`t you, feita para a trilha sonora do filme O clube dos cinco.

O grupo competia igualmente com outra grande banda, U2, contudo com uma discografia irregular, a banda começou a entrar em declínio no final desta década.

Eu não lembrava deles, mas depois de ouvir essa música, tudo fez sentido. Se não lembra, aperta o play.






Foram lançados ao sucesso do dia para noite. O primeiro álbum de 1983 foi aclamado pela crítica e o segundo disco, veio para confirmar seu sucesso, fazendo com que seus vídeos forrassem a programação da MTV.

A superexposição e o terceiro álbum com um som mais psicodélico fizeram com que a banda terminasse. Em 2004 ensaiaram uma volta, mas a fórmula já não funcionava mais.

Adoroooo essa música e é a única que lembro deles, rs.







A banda conseguia misturar bem seu lado experimental e o comercial, fazendo grande sucesso durante os onze anos de existência. A banda se separou no início da década de noventa e voltaram em 1999 para um único show em comemoração dos 15 anos do disco Stop Making Sense.

Essa é a minha música favorita depois de duas taças de vinho, tenho vontade de sair cantando e dançando.






Foi o grupo que projetou o New Wave para o grande público. Tinham um estilo reinado de se vestir e vídeos cheios de glamour.

A primeira fase foi a mais criativa da banda e com a saída de alguns integrantes que priorizavam outros projetos, a banda não teve folego para repetir e manter o sucesso anterior.

Essa é a minha favorita deles.






A banda surgiu na década de 70 junto com movimento punk, entretanto mesmo com o som mais pesado dos primeiros discos, não podia ser classificada nesse estilo. Na década de 80 misturavam reggae, rock e jazz.

A banda se desfez em 1984 e em 2007 o grupo se reuniu para apresentações ao vivo.

Adoro quando meu marido toca essa música na guitarra para eu cantar =)






Dois acontecimentos contribuíram para o sucesso da banda: a MTV e o surgimento do CD. O estilo peculiar do grupo era influenciado por gêneros como country, jazz e rock progressivo.

Tudo ia muito bem até que o vocalista decidiu se dedicar a outros projetos depois da turnê de 1986. Tentaram voltar nos anos 90, mas aí o sucesso e o espaço já não existiam.

Difícil escolher apenas uma, mas acho que essa é a mais, mais deles.



Outras bandas que marcaram a década: Blondie, INXS, Men at Work, Midnight Oil, Pet Shop Boys, Roxette e Pixies.

Artistas: Boy George, Billy Idol, Nina Hagen, Madonna, Cindy Lauper, Bryan Adams, Phil Collins, Lionel Richie e George Michael.

Uma pena apenas citá-los, tenho vontade de colocar pelo menos uma música de cada um aqui, mas o post não teria fim... #triste.

Espero que seus artistas e bandas favoritas não tenham ficado de fora. Semana que vem finalizamos a década de 80 com as bandas e artistas nacionais.

Até lá.








Referências: Almanaque do Rock, Kid Vinil, Ediouro.

Filme: Amanhecer 2 e Histeria

|


Essa semana foi corrida, mas rendeu duas idas ao cinema e o post de hoje conta um pouco das minhas impressões.


Amanhecer parte 2

Para quem ainda não assistiu ao final da saga Crepúsculo esta aí uma oportunidade de conferir no cinema.

Eu li o livro e achava que Kristen não conseguiria se desvincular da tímida e sem graça Bella dos primeiros filmes, para se tornar uma mulher incrivelmente linda como é descrito no livro. Me enganei, ela está muito bonita e sua atuação melhorou bastante.


Esse não é o melhor filme da saga, não por conta da história, mas por conta da direção e da produção, os efeitos gráficos são fracos, mas nada que comprometa a história ou a devoção que os fãs têm pela série.




Eu como fã de filmes de vampiros ainda sinto falta das presas nos vampiros criados pela Stephenie Meyer.

A história desse último filme consegue fechar bem a série para quem não leu os livros e apresenta um bom fechamento que deve agradar à todos que já gostam de Crepúsculo, aos que não gostam do estilo e/ou da história, esse filme não irá mudar a opinião de ninguém.



Hysteria

Fiquei sabendo desse filme pelas revistas Marie Claire e Glamour e já de cara gostei do ator, lembram do Luke Brandon de Becky Bloom?


O filme apesar de tratar da criação do primeiro vibrador, é uma comédia romântica e daquelas bem fofas, daquelas que fazemos “own que fofo”.


Isso sem contar que o filme aborda outros temas além da massagem pélvica manual, como o início do telefone, tele-sexo, a busca pelo direito feminino ao voto e universidade e tudo o que envolvia e caracterizava a histeria feminina, naquela época.




Um filme fofo que se estiver passando no cinema vale o ingresso. Talvez seja um filme que não anime muito os homens, mas sem dúvida consegue a identificação das mulheres.



Fui com a minha prima e pegamos o último dia do filme no cinema aqui de Curitiba. Corre que talvez ainda consiga assistir no cinema da sua cidade.
Sinopse aqui.

Curta o trailer.




E hoje a noite também tem mais cineminha, desta vez para as meninas, a animação Frankenweenie, depois te conto o que achamos. 


Bom final de semana, divirta-se e até segunda-feira.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Layout por Xiricutico.blogspot.com para uso exclusivo de Rafaela. Proibida a cópia!
Tecnologia Blogger