Lily Allen e seu Hard Out Here

|


Se existe algo que me chamou a atenção em Lily Allen desde o início, foi a sua capacidade de falar o que lhe vem à cabeça sem medo de ser feliz (essa ousadia me faz lembrar um pouco da Madonna).

Engana-se quem pensa que esta moça com este sorriso tão delicado, seja apenas toda doce e gentil. Realmente, ela pode ser, mas quando se trata de cutucar a ferida, criticar algo ou desabafar sobre algum relacionamento ruim, a moça é barra pesada.


Quem aqui não se lembra do primeiro single de disco de estreia desta inglesinha, em que ela cantava sobre a experiência do término de um relacionamento: “No começo quando eu te via chorar/ me fazia sorrir/[...]eu me senti mal por um tempo/Mas então eu sorri/Segui em frente em sorri”, acompanhado de um videoclipe cheio de cenas de vingança?! 

Eu lembro muito bem. 


(Smile do álbum Alright, Still, 2006).


Para melhorar ainda mais, no segundo álbum It’s not me, it’s you (2009) ela faz, em uma das faixas, um protesto a George W. Bush, com a desbocada F*** you - veja aqui.




Quatro anos se passaram, dois filhos vieram, e Allen resolveu voltar à ativa (para a nossa alegria). Mesmo após a maternidade, a moça de voz adocicada voltou mais “amarga”. 

E nós saímos ganhando. 

O alvo? 

Miley Cyrus, Robin Thicke e outros tantos artistas do mundo pop que sexualizam a si próprios e aos outros ao seu redor com seus vídeos e letras. A nova faixa chama-se Hard out here, que virá no seu terceiro álbum ainda sem título. 



A música estreou no dia 12 de novembro e já conquistou muitas pessoas pelo seu tom ácido. Eu senti como se ela falasse tudo o que eu sempre quis dizer.


O vídeo se inicia com Lily numa mesa de cirurgia, realizando uma lipoaspiração, enquanto o seu empresário se surpreende “Como alguém consegue se deixar chegar neste estado?” e ela responde “Eu tive dois filhos”.


No clipe se pode ver a mensagem bem clara: o seu empresário dizendo a ela tudo o que deve fazer e em parte da letra ela canta “Você não quer ter alguém que te transforme em objeto? [...] Se eu falar sobre minha vida sexual, você me chama de vadia/ Mas quando os caras comentam sobre as suas vadias, ninguém fala nada”.


Em minha humilde opinião, já não era sem tempo. Eu não tenho nada contra o uso da sexualidade para expressar algo (vide a tia Madonna), mas ultimamente essa exploração da sexualidade está muito gasta e excessiva.

Sejam cantoras que acabam se objetificando, sejam cantores que objetificam as mulheres.

A batida da música é boa, mas como eu odeio letra e clipe da tal Blurred Lines do Robin Thicke. O que mais me incomoda é justamente o que Lily fala em sua canção “a mulher fala e faz, é vadia. O cara faz o mesmo e está tudo bem”. 

Christina Aguilera já expressou sua insatisfação sobre o tema em Can’t hold us down e Madonna fez o mesmo, muitos anos antes, com Human Nature.



Essa guerra, talvez, sempre existirá, mas eu acho que está na hora das mulheres não deixarem que as tratem como meros objetos, e eu acho que este é um dos gritos que Allen quer deixar bem forte em sua canção de regresso ao universo musical. 

O seu retorno parece como um antídoto para muito do que se tem por aí neste mundo pop que parece sem freio e sem limites. “Você precisa perder peso, pois não estamos conseguindo ver seus ossos/Você talvez precise consertar este rosto ou vai terminar sozinha” [tradução livre de outro trecho da música de Lily Allen]


Longe de mim querer causar polêmicas ou desqualificar qualquer artista, meu objetivo no post não é este. O que eu queria, é claro, era comentar este retorno de Lily Allen (e que seja muito bem-vinda), mas ao mesmo tempo, deixar aí a reflexão. 

Parar de consumir o mundo pop? 

Não, longe disso. 

Acho que quem deve mesmo parar e pensar um pouco é a indústria musical, que está deixando nossos ouvidos e olhos cansados com tanta exploração (e muito mal feita) de tantos talentos que temos por aí.


Bem, chega de blá blá blá e vamos ao clipe da Lily Allen. Um beijo a todos e até a próxima.












Imagens: www.radioactiveunicorns.com / www.nation.com.pk / http://img.youtube.com/vi/E0CazRHB0so/0.jpg

28 comentários:

  1. Eu adoro essa música Smile dela....beijos querida.
    blog: www.mimorgado.com

    ResponderExcluir
  2. Não conheço as músicas dela, vou dar uma olhada no vídeo;)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Robinson,

    gostei do post, vou ver e ouvir mais tarde os vídeos.

    Bejim.

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto, hj ta tudo demais, gente o que é Miley? e no mundo funk então, tem hora que eles perdem completamente a noção.
    Bjs
    http://www.queromoda.com/

    ResponderExcluir
  5. Eu assisti esse clipe na semana passada e achei muito legal, apesar do estilo musical dela ser muito pop para mim, a sátira me agrada.

    http://www.rockcomluxo.com/

    ResponderExcluir
  6. Gosto da Lily desde o início, confesso que parei de acompanhar a cantora, mas sempre me atualizava pelo TVZ ou sites. Enfim, quero assistir ao clipe, já vi que é bom. E ela sempre, irônica arrasando com tudo! hehe

    http://senhoritapriscila.blogspot.com
    Curti a fan page? (www)
    @priscilafrr,
    beijo.

    ResponderExcluir
  7. Excelente post Rafa!!!
    Também sinto como se ela fizesse minhas as suas palavras!! Adoro Lilly Allen! Senti sua falta!! Amo as inglesas! Adoro quem fala, não esconde seus conceitos, suas verdades! Por isso sempre gostei de Madonna, ela nunca foi hipócrita e causou muita polêmica por isso. O bacana de quem causa essas situações é justamente segurar a onda e o foco como Madonna sempre fez, e olha que firam inúmeras vezes!
    Grande beijo
    Boa semana!
    Cris
    http://criscriacoisas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Hoje ta tudo demais mesmo!!
    Gostei do clique, boa sátira!
    Beijinhos, Rê
    http://garotas-urbanas.com/
    Já esta participando do Sorteio especial de Natal??
    Vem http://garotas-urbanas.com/2013/12/01/sorteio-especial-de-natal/

    ResponderExcluir
  9. A Lilly Allen é ótima. Recentemente ela fez um dueto com a Pink vc viu?
    Big Beijos

    ResponderExcluir
  10. Eu gosto de autenticidade, contanto que ela seja verdadeira!

    jj-jovemjornalista.com

    ResponderExcluir
  11. Não a conheço não
    http://www.jeitosimplesdeser.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Tbm gosto da Lilly, sua músicas são ótimas.
    http://marymicucci.com

    ResponderExcluir
  13. Eu não sou super fã, mas adoro várias músicas dela!
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Sendo sincera eu não gostei muito do clipe não, nunca fui de ouvir Lily Allen (pra falar a verdade nem sabia se ela estava viva) então não cheira nem fede pra mim hahaha.

    Beijos. s2
    www.quaseatoa.com

    ResponderExcluir
  15. Smile é fofinha, mais não curto muito as músicas dela não. Fiquei sabendo dessa nova música dela, vi q deu um alvoroço todo.
    bjoka
    http://diadebrilho.com

    ResponderExcluir
  16. Eu lembro muito bem dessa musica Smile também, essa não deixa barato pelo jeito!

    ResponderExcluir
  17. Eu até gosto de algumas músicas dela hihi ^^

    Beijos, Té
    bloglola.com.br

    SORTEIO DE NATAL -> estamos cada vez mais perto de saber quem serão as duas sortudas que levarão para casa prêmios MAC, L´oréal, Aussie e Victoria´s Secret, hein?! Não deixe de participar tb afinal só ganha, quem arrisca ♥ http://www.bloglola.com.br/2013/11/ho-ho-ho-sorteio-de-natal-oba.html

    ResponderExcluir
  18. eu simplesmente AMO a Lily! acho ela super fofa e adoro os clips provocativos! hahaha

    beijos :*

    ResponderExcluir
  19. Não sou fan....
    mas boa semana pra você
    =^.^=

    ResponderExcluir
  20. Eu adorei a Lily a partir do momento que ouvi Smile logo que lançou, depois sempre parei para ouvir apesar de não ser fanzona e as letras dela chamam mesmo a atenção, vou ver o clipe novo agora!!!

    Beijos
    - Vitamina de Pimenta -

    ResponderExcluir
  21. Acho ela bonitinha... mas não sou fan.

    Até mais
    =^.^=

    ResponderExcluir
  22. Queria ver o que ela diria se escutasse alguns dos "nossos" funks proibidões. #vergonhabrasileira
    Não é de hoje que mulher é tratada como um pedaço de carne. Acontece que a coisa só piora e todo mundo acha que está tudo bem. As mulheres consideram libertador poder fazer certas coisas que há alguns anos não poderiam, mas não percebem o quanto o machismo cresceu junto com essa liberdade toda. De que adianta poder rebolar de biquíni na TV, se isso também dá ao homem o direito de estuprar seus ouvidos e até tocar seu corpo na hora que ele bem entender? Porque, teoricamente, uma coisa dá direito a outra. Acontece que nem todas as mulheres rebolam de biquíni na TV, mas todas acabam passando por momentos desagradáveis como os citados.
    Enfim... Lily é admirável! Poderia haver mais delas por aí.

    Uma Questão de Estilo

    ResponderExcluir
  23. Adorei o novo clipe e musica e tbm concordo essa sexualidade toda passou do limite, a miley no ultimo clipe adore you aparece se masturbando, que baixaria foi essa que deu nela, enfim, neh? cada um faz o que quer, então deixa pra lá, mas nota dez para nova musica de LiLy :D beijinhos

    ResponderExcluir
  24. Rafa, feliz ano novo!!
    Sáude, paz, sucesso pra vc e sua família.
    beijos

    ResponderExcluir
  25. Adorei o post,acho ela linda!
    BJS
    www.byhoradoblush.com.br
    Instagram:@belamatuliones

    ResponderExcluir
  26. Que pena que você não atualiza mais!!
    Encontrei seu blog no Google semana passada ao pesquisar sobre Caprichos antigas.
    Li todas..seus comentários são os melhores.
    Bjo

    ResponderExcluir
  27. Que pena que vc não atualiza mais!!
    Encontrei seu blog no Google ao pesquisar sobre Caprichos antigas.
    Li todas..seus comentários são os melhores.
    Bjo

    ResponderExcluir

Comentários serão respondidos em seu site ou e-mail.
Propagandas de blogs e sorteios serão excluídos.

Obrigada pela visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Layout por Xiricutico.blogspot.com para uso exclusivo de Rafaela. Proibida a cópia!
Tecnologia Blogger