Gorro / touca – Como usar

|

Falar que fez frio aqui em Curitiba é chover no molhado e dizer que me peguei pensando em como me aquecer é até repetitivo, mas depois de uma dor de ouvido fiquei pensando em usar gorro/ touca, mas bateu aquela pergunta:

É possível usar gorro depois dos 25 anos?


Só me vinha na cabeça aqueles looks: Yo, Yeah – sou hip hop, sou grunge, sou xovem...




O que definitivamente não é o meu caso, não queria sair fantasiada e faz tempo que deixei de ser super jovem, se é que me entende.

Separei algumas fotos que me pareceram mais normais. Veja e me diga o que acha:










E então é possível usar gorro/ touca depois do 25 anos ou é melhor esquecer? rs.

Me conta a sua opinião, será que esse é um acessório que tem data de validade? Depois de certa idade estamos destinados a passar frio na cabeça? kkk.



Excepcionalmente nessa sexta-feira estarei por aqui de novo, para finalizar a semana do frio. Estarei te esperando. 

Até lá.



Cachecol - Como usar

|


Depois de uma semana de hiper frio aqui em Curitiba eu só conseguia pensar em maneiras de me aquecer ao sair de casa e comecei uma busca por fotos inspiradoras, pois se pudesse só sairia de casa com meu cobertor nas costas, rs.

Achei várias fotos lindas e aí pensei “por que não compartilhar? “ por isso me aguente pois essa será a semana dos looks mais quentinhos que esse blog já teve.


Chega de papo e vamos as fotos:











Eu tenho vários, de tecido, de lã e ainda acho que falta um bem largo, como o da blogueira Keiko (do look cinza, sentada com uma bota linda). E você?

Volto quarta-feira com mais friooooo, ou melhor, com looks para espantar o frio.


Até lá.



Revista Capricho - Julho 1994

|
Olá,

Já estamos no meio do mês de julho e nada de sentar com você para rever a Capricho de 1994. Sabe como é, o que era mês de férias e alegria naquele 1994, agora com duas filhas é correria para entretê-las nesse período.

Mas consegui separar o melhor para vermos juntos.

E essa é uma das minhas capas inesquecíveis, lembro de ficar "chocada" com a ousadia da revista e ter amado esse beijão da foto.



Agora o que fez ela ser inesquecível é o fato de que os modelos não eram namorados e o cara tinha namorada! Ahhh eu ficaria moito pota da vida com ele, kkk.



Nessa sessão E eles... é muito fácil encontrar carinhas conhecidas hoje e que naquela época estavam apenas engatinhando em suas carreiras.

Olha quem estava lá.





Esse menino voltou a me fazer sentir saudades da minha calça xadrez folgadinha de flanela, hoje usaria só para dormir, rs.



Já que estamos falando de moda, que tal seguir para a sessão Certo e Errado, uma das nossas favoritas, não é mesmo?

Essa foi internacional, foi feita nas areias de Punta del Este. Confere a moda praia de lá.






E seguindo dentro da moda, resolvi reunir todas as informações sobre os modismos desta edição, que acaba refletindo bem esse período da história da moda.






Falando em história da moda, fiz vários posts contando a evolução da moda desde os anos 20 até os 80 e essa semana quero finalizar os anos 90 e assim terminar essa minha viagem.

Se quiser ver os posts sobre história da moda, clique aqui.

E agora chega de enrolação e vamos conferir os outros modismos dessa edição.




Nossa!!! 

Depois de relembrar figuras como Axl Rose, Kurt Cobain, Anthony Kieds e Pearl Jam, nada melhor do que ver os gatos daquela década, que deixavam o rostinho limpo dos anos 80 para trás e passavam a deixar a barba crescer.

Não deixou de ser notado pela revista.



Agora para encerrar essa edição comprovando a minha idade avançada, uma reportagem que falava sobre o amor a distância e as ferramentas para manter o namoro.

Além de conferir as tarifas de interurbano e rir com o fax e telegrama, me assustei em ver como a internet era explicada para a minha geração. 

Confere:






E é isso, se tudo der certo na quinta-feira trago o post da moda anos 90, para completar a série de posts sobre história da moda que iniciei no ano passado.

Um ótimo início de semana e nos encontramos com um post de quinta.


Até lá.




Livro Belle - resenha

|

Belle, da autora Lesley Pearse


Esse livro eu li na entressafra, tinha acabado de ler A Hospedeira e estava buscando o livro Feios, como não encontrava em nenhum lugar – depois comprei pela net – acabei levando esse romance por causa da linda capa e da história.


Do que se trata:

A história se passa em Londres, 1910. Belle tem 15 anos e vivia em um bordel, sem saber o que acontecia na casa da sua mãe.

Até que um dia, sem querer, descobre que sua casa é um prostíbulo e ainda presencia o assassinato de uma das garotas.

Não bastasse isso, o assassino volta para sequestra-la e a vende para um bordel em Paris. Belle é forçada a cruzar o mundo até a Nova Orleans onde ela atinge a maioridade e aprende como ser uma cortesã.

Espirituosa e cheia de desenvoltura, ela tem uma longa e perigosa jornada pela frente. Ela poderá voltar para sua família e amigos e encontrar uma chance para a felicidade?



O que eu achei:

Note que a descrição do livro diz: Espirituosa e cheia de desenvoltura, isso me fez imaginar uma menina que faria de tudo para conseguir sua liberdade.

Outra descrição: longa e perigosa jornada pela frente, isso me fez imaginar que ela iria se vingar de todos que aproveitaram de sua inocência, até conseguir voltar para casa.

A pobre Belle até que tentou, mas a autora tem a mesma pegada de outra escritora, a Janet Dailey, que gosta de fazer suas heroínas sofrerem e o leitor também! Quando você pensa, agora sim, agora ela vai conseguir, está dando tudo certo, vem a autora e detona com a mocinha.

Já na metade do livro tinha desistido de uma grande vingança ou volta por cima e quando lia que algo de bom tinha acontecido, ficava contando as páginas para a autora chutar o balde.



Conclusão:

O livro tinha tudo para ser bom, é um romance de época, que se passa em três cidades bacanas. 

Mas... não teve praticamente nada de romance e amor, as descrições sobre os acontecimentos nos bordeis são didáticos, nada sensuais ou gostoso de ler. A mocinha aos trancos e barrancos tem um final mais ou menos.


O que salva o livro é o fato de que ele é narrado por Belle e outro personagem que investiga o seu desaparecimento e isso faz com que o livro não fique tão cansativo. 

São 560 páginas que poderiam ter sido melhor aproveitadas.




E é isso, um bom final de semana.

Divirta-se e segunda-feira nos encontramos aqui novamente. Até lá!




Corte de cabelo: antes e depois

|

Olá como está você?

Aqui em Curitiba o tempo começou cinza e frio, como é de costume, rs. E eu estou com a primeira dor de garganta desse inverno... uma delícia.

Mas eu não vim aqui hoje para reclamar, vim para te mostrar meu novo cabelo!

Desde o ano passado estou me ensaiando para cortar e de início o meu desejo era uma franja, Eu via franja em tudo quanto é lugar e desejava dar uma renovada no visual.

Até fiz um post falando dessa minha vontade, olha só:




Naquele post fiz uma colagem com todas a franjas da primeira edição de revista Glamour e foram várias, essas aí são apenas uma amostra, tiveram mais naquela edição.

Clica aqui para conferir todas as franjas que estavam na revista.



Mas existia um problema, toda vez que eu cortei minha franja o resultado era desastroso, mesmo não tendo uma testa curta a única parte do meu cabelo que fica louca é a parte da franja, já pensou acordar atrasada com aquele cabelo louco?!

Desisti, mas a vontade permaneceu.


E mais de uma ano depois da vontade inicial tomei coragem e ao invés de cortar apenas uma franjinha, decidi cortar o cabelo inteiro. Olha só como ficou:




Obviamente ainda não consegui reproduzir nenhum cachinho dourado, sozinha no meu banheiro... mas de qualquer forma ficou bom, o resultado ficou rebelde, maluquete e rock`n roll.



Eu curti.


Até quinta-feira que vem.




Guerra Mundial Z e Minha mãe é uma peça

|

Olá!

Continuando a semana cinematográfica, voltei para te contar sobre mais dois filmes.

Vamos a eles:



Guerra Mundial Z

Desde que vi o trailer fiquei super ansiosa para assistir nas telonas. Ele bebe de fontes conhecidas como: Resident Evil + The walking dead e algumas cenas de destruição em massa como no filme 2012.



E não me decepcionei, ok o filme não é um épico sobre a humanidade ou zumbis, mas cumpre o seu papel de filme entretenimento, além prender o espectador com as cenas de ação e suspense. 

É muito tenso e não fui apenas eu que senti isso, a plateia do cinema também suspirava junto.

Brad Pitt consegue segurar bem seu papel, obviamente essa não é a sua melhor interpretação, mas ele está um fofo como pai amoroso e marido dedicado.



Assisti o filme em 3D e na sala XD do Cinemark, valeu a pena, mas se for assistir em 2D não vai perder muita coisa.

O que eu posso dizer é: vale ver o filme no cinema, mas se for para assistir em casa também está valendo, é um filme com cenas bacanas e um enredo legal.

E se você está pensando que o filme pode ir para o terror com zumbis e sangue voando, fique relax, o foco do filme não é esse.




Minha mãe é uma peça

Sou muito suspeita, porque adoro o Paulo Gustavo, ator que dá vida a dona Hermínia no filme, mas acho que minha avaliação não está tão tendenciosa, já que a plateia do cinema riu muito.


O filme diferente de algumas comédias nacionais que possuem histórias fracas baseadas em cenas engraçadas, é uma boa surpresa, já que a trama em si oferece bons momentos de risada.

Obviamente existem algumas cenas desnecessárias, mas a dona Hermínia é tão pilhada, pirada e próxima da maioria das mães, que acabamos esquecendo os excessos e focando em como nossas mães e/ou nós mesmos somos todas iguais, assim como os filhos.

Esse é um filme que faz rir, emociona e faz rir de novo.

E como não tem compromisso em seguir exatamente como a vida real, vide a caracterização da própria dona Hermínia, nada mais natural que tudo seja um pouco previsível e até piegas. O que não desmerece o filme.


Me identifiquei em muitas cenas e quem nunca viu sua mãe berrando na janela, telefone ou na frente dos seus amigos, não sabe o que é morrer de vergonha e não tem seu lugar garantido no céu dos filhos, ahahah.

Esse é um filme que se tiver oportunidade assisto de novo!



E é isso, espero que algum dos filmes dessa semana tenha te animado. E assim terminamos mais uma semana de trabalhos por aqui, volto na segunda-feira.

Um ótimo final de semana, descanse e divirta-se!


Até lá.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Layout por Xiricutico.blogspot.com para uso exclusivo de Rafaela. Proibida a cópia!
Tecnologia Blogger